DESEJOS


Que a razão se cale dentro de mim quando meu coração mais alto falar

Que o destino fique guardado no bolso para eu ir atrás do que julgo amar

Que meus pés tenham as asas de Deus, para me levar onde acredito ser impossível caminhar

Que os ventos tragam ao voltar as palavras que me dirão em quê acreditar

Que os sonhos nas estradas tenham um horizonte

E que minha voz se cale ao ouvir a chuva para que os pingos que escorrem pela vidraça deslizem até minha alma

Que a Terra Molhada tenha o cheiro da infância e da Esperança

Para que meus olhos vejam somente inocência, como em um sorriso dado por uma criança

Que minhas palavras acariciem minha alma

Que exista sempre uma utopia, mesmo que em meus disfarces

Para que assim que eu bendiga o amor das coisas simples

Que meu espírito reproduza o que minha mente não é capaz de enxergar

E assim substitua o silêncio pelo prazer de simplesmente sentir

Que eu me perca em alguns caminhos, mas nunca o desejo de seguir

Que eu possa me recriar, mesmo em meus reflexos
Que a lua seja flor

Que a estrela seja lua

Para que meus dias sejam música

E assim nestas palavras

Eu possa, tenuemente ser tua
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s