MULHER BORBOLETA

Borboletas são livres.

Minha alma também.

Anseio liberdade, beleza e amor paixão

Ar, calor.

Preciso criar.

Voar.

Sentir o vento nos cabelos, mas os pés no chão.

Quero abraço, mas quero espaço.

Mulher borboleta, pequenina e voraz, tem um vôo que seduz. Uma beleza que satisfaz.

Precisa de arte.

Que o coração dispare.

Que a saudade mate.

Não a prenda.

Traga flores para que venha.

Ela não é para qualquer um.

Tranque-a e ela morre.

Sopre-a no vento… Que ela vai.

Mas espere, pois ela volta.

(Carolina Salcides)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s