SÍNDROME DA FADIGA CRÔNICA

Saiu na VOGUE:

Cansada 24 horas? 

A responsável pode ser a Síndrome da Fadiga Crônica…

Levantar da cama vira uma tortura, realizar qualquer movimento ou atividade física idem, a concentração parece impossível e ainda é preciso suportar dores musculares e nas articulações que insistem em não desaparecer mesmo com medicação. Esses sintomas podem indicar uma nova patologia causada exclusivamente pela sobrecarga de atividades e estímulos chamada Síndrome da Fadiga Crônica

Confundida muitas vezes com a depressão, o problema transforma tarefas corriqueiras do cotidiano em grandes desafios, relacionado à correria e o excesso de informações que comprometem a disposição física e a eficiência da atividade cerebral. 
Fernando Gomes, neurocirurgião e chefe do Grupo de Hidrodinâmica Cerebral do Hospital das Clínicas, conta que o problema ainda é pouco diagnosticado no Brasil, mas estima-se que 1,5% da população mundial seja portadora do distúrbio e que 9%, futuramente, tenham chances de apresentar os sintomas.
As explicações para causa da doença ainda não foram completamente mapeadas, mas pesquisas apontam que pacientes apresentaram os sintomas após um quadro de infecção, como gripe ou sinusite
Por razões desconhecidas, a infecção vai embora, mas deixa rastros de indisposição, fadiga e fraqueza muscular”, explica o médico imunologista Dráuzio Varella. 
A síndrome é caracterizada pela duração de mais de seis meses de sintomas como cansaço, sono não reparador, insônia, dores musculares, memória falha, fraqueza intensa e gânglios inflamados. 
O diagnóstico é difícil, pois não há exame que comprove a doença. 
Então fazemos por exclusão”, explica Rafaella Zorzanelli, professora adjunta do Instituto de Medicina Social da UERJ e expert no assunto. 
É comum que outras condições como a depressão, doenças autoimunes, anemia, problemas hormonais, pulmonares, cardíacos e até mesmo o câncer apareçam como suspeitas para o mal-estar antes de se chegar à detecção da SFC.
O tratamento mais indicado é a união de terapia cognitiva comportamental com um plano gradual de exercícios. 
Anti-inflamatórios e analgésicos ajudam a sanar as dores, probióticos e injeções de ferro podem ser receitados para dar um boost no sistema imunológico, e uma dieta saudável e equilibrada também é crucial para sair da rotina do cansaço interminável. 
Certeza que tenho isto!!!!

Fonte: Revista Vogue
Por Andreia Menegueti
 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s